Faça do dicionário seu parceiro inseparável nos estudos

DICIONÁRIOTalvez a maior dificuldade experimentada pelos “calouros” de Direito seja, justamente, a assimilação do vocabulário característicos das disciplinas jurídicas.

Como toda área do saber, o Direito possui um conjunto próprio de regras, técnicas e procedimentos. Os termos jurídicos são, por assim dizer, reflexos das peculiaridades deste campo do saber.

Para se tornar um bom operador do direito faz-se de suma importância que o estudante busque dominar o conjunto de expressões e termos utilizados pelos doutrinadores, legisladores e juristas de modo geral.

O problema reside no fato que a doutrina especializada não pode, e nem deve, abrir mão do rigor técnico, inclusive nos aspecto linguístico, necessário para um nível satisfatório de excelência no ensino jurídico. Por isso, é comum que os livros jurídicos, já em disciplinas propedêuticas, como, por exemplo, Introdução ao Direito, façam uso constante de expressões e jargões jurídicos completamente desconhecidos para os iniciantes na literatura jurídica.

Para superar essa dificuldade inicial nada melhor de recorrer ao uso de um bom dicionário jurídico, ou mesmo uma boa enciclopédia especializada. Em épocas de popularização dos recursos digitais, um celular conectado a internet pode te fornecer uma infinidade de bons sites que disponibilizam dicionários online – sim, a internet pode ser uma aliada nos seus estudos. Mas cuidado! Fuja das redes sociais e dos aplicativos de mensagens instantâneas quando estiver se dedicando à leitura dos seus textos acadêmicos.

Não deixe que o desconhecimento de uma palavra ou expressão trave a sua leitura. Perceba a importância de se realizar mais de uma leitura no texto para uma boa assimilação do que se lê.

Vale lembrar que a primeira leitura de um texto, a chamada leitura exploratória, deve ser direta, para que você se familiarize com o texto. Preocupe-se apenas em grifar as palavras e expressões desconhecidas. Somente em uma segunda leitura, você deve se preocupar em fazer uma análise mais detalhista do texto, tentando compreender as expressões desconhecidas, fazer apontamentos, consultar outras fontes para ampliar a compreensão, etc.

É nesta segunda etapa da leitura que o dicionário deve ser seu parceiro inseparável de caminhada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


dois − = 1